Conheçam Meus Livros

quinta-feira, 14 de junho de 2012

A Marca de uma Lágrima


Na quarta série eu era frequentadora assídua da biblioteca da escola. Creio que devo ter lido ao menos 30% daqueles livros. Principalmente os da coleção Vaga-lume, da Editora Ática – como a maioria dos estudantes de ensino fundamental da minha geração, início dos anos 1990. Só “A Ilha Perdida” eu li seis vezes: três por exigência da professora na terceira e quarta série – era o livro preferido dela para os exercícios de leitura –, e as outras três porque, admito, adorei o livro. Falarei dele em outra oportunidade.

Mas um livro que realmente marcou aquele ano, e que não pertence à coleção, foi “A Marca de Uma Lágrima”, de Pedro Bandeira. Li por indicação da bibliotecária e me apaixonei pela história a cada parágrafo.



A Marca de Uma Lágrima

Autor: Pedro Bandeira

Editora: Moderna
Páginas: 128
Gênero: Romance Infanto-Juvenil
Sinopse:
Isabel escreve lindos versos para ajudar o namoro de Rosana, sua melhor amiga, com Cristiano, seu grande amor. A morte da diretora da escola vem alterar sua vida e precipitar os acontecimentos. Isabel foi testemunha de uma cena muito suspeita e se sente ameaçada. A ideia da morte começa a tomar conta de seu cérebro, enquanto seu coração se despedaça pelo amor de Cristiano.

Isabel é uma garota de 14 anos com um talento espetacular para a poesia, inspirando-se, principalmente, em seu amado Cristiano. O rapaz, no entanto, apaixona-se pela melhor amiga dela, Rosana, o que reforça em Isabel uma ideia terrível que já tinha de si mesma: Isabel era feia – ou melhor, se achava feia, coisa que, como ficou provado no decorrer da história, não era verdade.

Rosana, apesar de bonita, não tinha qualquer intimidade com as palavras, de modo que Isabel ficara encarregada de escrever poemas de amor para Cristiano em nome da amiga.

O livro foi publicado em 1985, e é uma versão moderna da peça francesa “Cyrano de Bergerac”, de Edmond Rostand, sobre um espadachim feio e narigudo que escreve cartas de amor para sua amada Roxane em nome do seu rival, o lindo Cristiano.

“Cyrano de Bergerac” já ganhou diversas versões adaptadas para o cinema, incluindo a sátira moderna e inteligente estrelada por Steve Martin intitulada “Roxanne”, e duas versões interpretadas pelo elenco de Chapolin Colorado, cuja mais antiga foi exibida recentemente pelo SBT juntamente com os episódios semelhantes do Chaves.

“A Marca de uma Lágrima”, apesar de ter um texto voltado para o público infanto-juvenil, traz uma história de romance e renúncia tão bem intricada como se vê nos famosos romances de Nicholas Sparks e tantos outros autores atuais. E amarrando o enredo, o misterioso assassinato da diretora da escola.

É um livro que prende a atenção do início ao fim, e dá vontade de ler e reler muitas vezes, e me faz questionar qual a verdadeira virtude: a beleza que se vê ao olhar para uma pessoa, ou a beleza interior, que só enxerga aquele que consegue olhar com o coração? Porque Rosana era visivelmente linda, mas foi a beleza da alma de Isabel o que realmente conquistou Cristiano.

E também conquistou a leitora assídua que vos escreve...

Comprar na Amazon:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
E já que chegou até aqui, deixe um comentário ♥
Se tiver um blog, deixe o link para que eu possa retribuir a visita.