Conheçam Meus Livros

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O Circo Continua Na Cidade




Estamos de volta com mais um episódio da saga cômica de Edward, Bella e o Lobisomem. Qualquer semelhança com a saga Crepúsculo não é mera coincidência...

Quem esperou meses desde o lançamento de Crepúsculo para assistir Lua Nova deve ter ficado bem decepcionado com essa continuação. Eu falo por mim! Nem tinha lido o livro ainda – aliás, o melhor da série, o que me deixa mais decepcionada com a adaptação –, e achei o filme um porre.

Mas como o legal é comentar todas as partes absurdas, ridículas e grotescas, pegue sua pipoca e venha comigo num tour pelos detalhes sórdidos de Lua Nova.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Uma Comédia ao Crepúsculo




Ou eu deveria dizer, o espetáculo do absurdo? Não dá pra falar sério sobre isso, gente, é rir pra não chorar!

Sabem por que eu defendo tanto os livros? Porque geralmente, nos livros, as histórias fazem mais sentido. Com Crepúsculo não é diferente. Mas, devo admitir que, dos primeiros filmes da saga, Crepúsculo é o mais bem feito, apesar de alguns evidentes absurdos, como vamos conferir.

Mas, primeiro, vamos sintetizar um pouco a novela que todo mundo já conhece:

Bella se muda para Forks, uma cidadezinha no interior do estado de Washington (noroeste dos Estados Unidos, muito longe da capital Washington D.C., que fica na costa leste), uma cidade sombria e gelada, que vive sob constantes nuvens de chuva, onde vai morar com o pai, o chefe de polícia Charlie Swan, para que sua mãe possa curtir o novo casamento em paz.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Segredos e Mentiras Não Duram Para Sempre


Acabei de assistir ao último episódio da segunda temporada de Pretty Little Liars. Não é segredo para ninguém que sou fã da série, baseada – e apenas baseada – na série de livros de Sara Shepard.


Eu tinha planejado uma série de posts sobre esta história, que eu deveria ter começado a publicar na quarta-feira passada, de modo que o último post seria publicado hoje, mas devido a circunstâncias alheias ao meu controle, não consegui terminar a tempo, então, vai ficar para depois. Quem sabe até a estreia da terceira temporada no Brasil...


Hoje vou falar apenas sobre o último episódio. Antes, porém, vou adiantar que, como os fãs sabem, a série foi inspirada nos livros, mas as duas histórias são completamente diferentes, e talvez seja este fato que torne tudo tão interessante e viciante.


O episódio 25 da segunda temporada, exibido agora a pouco pelo Boomerang foi intitulado “Sem Máscara”, e o nome foi realmente o mais apropriado. Só existe uma palavra capaz de descrever este episódio: CLÁSSICO!


Teve um pouco de tudo: suspense, romance, terror... Na soma das partes, pode-se dizer que este episódio foi um filme de 45 minutos.