Conheçam Meus Livros

quinta-feira, 28 de março de 2013

Como Matar Um Imortal



É interessante observar que em todas as histórias o conceito de imortalidade resiste até a linha dois da página um. Fulano é imortal, no entanto, há pelo menos uma forma de matá-lo. Aparentemente, o ser humano não consegue admitir, embora deseje, que a eternidade não tem fim, e que a palavra imortal significa que não se pode morrer ou matar. Ou, se me permite usar de uma licença poética: a fantasia simplesmente não consegue abandonar algumas bases de realidade.

Aqui eu cito apenas seis dos inúmeros “imortais” da ficção:


segunda-feira, 18 de março de 2013

Um Por Todos... E Leonardo Da Vinci







Um hábito que vem crescendo nos últimos anos é o de refilmar grandes clássicos em tom de comédia. Já falei sobre Branca de Neve, a saga de nossa querida Sobrancelha, e agora vamos nos divertir um pouco com a mais recente versão do imortal clássico de Alexandre Dumas, OS TRÊS MOSQUETEIROS.





Nossa aventura começa em Veneza, onde Darth Vader surge das águas para se apossar de uma misteriosa chave.

sábado, 2 de março de 2013

E Uma Coisa Leva a Outra...


 
Era uma vez, num apartamento de classe média submergente no Largo do Arouche, uma família um tanto exótica:
O chefe da família, Vanderley Mathias, mais conhecido como Vavá, era um solteirão sem o menor talento para os negócios, que costumava abrir falência todas as segundas-feiras, e que aparentemente não namorava ninguém há pelo menos cinco encarnações.