Conheçam Meus Livros

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

A Menina, Seu Amigo, e o Mestre



Quando a menina nasceu, o mestre já tinha percorrido grandes distâncias. Ele já tinha encenado o carinho, espalhado alegria, e colocado sorriso no rosto de uma infinidade de pessoas para quem a vida nunca esteve disposta a sorrir. Suas lições eram transmitidas todos os dias, e a alegria por ele disseminada provavelmente nunca perderia o encanto.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Adorável Sedutor



Ambientado na deslumbrante Veneza do século XVIII, o romance de Casanova é uma das histórias mais encantadoras da ficção, embora o personagem tenha sido inspirado numa pessoa real.

O filme de 2005 é uma deliciosa comédia romântica feita ao estilo de Shakespeare Apaixonado. O filme toma a liberdade de contar como seria a história de Casanova, caso algum dia ele se apaixonasse verdadeiramente por alguém, e que tipo de mulher seria capaz de roubar o coração do maior sedutor de todos os tempos.


segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Desafio #10: Amor.com


Desta vez eu atrasei a resenha do Desafio Literário de propósito. Como outubro é o mês dedicado ao Halloween aqui no blog, achei que uma postagem açucarada iria destoar do restante.

Pois bem, agora que outubro já acabou, hora de entregar a lição de casa (metaforicamente, é claro).

O tema de outubro era Amor, e eu até poderia ter escolhido um romance que se encaixasse um pouco com o Halloween, como por exemplo, A Fera, de Alex Flinn, que tem no enredo uma bruxa, uma maldição, e claro, um belo romance – provavelmente, todo mundo já viu o filme –, mas o livro que eu tinha escolhido desde o princípio merece ser o eleito. Sobretudo por sua temática inovadora e moderna.

É certo que, mais do que nunca estamos vivendo num mundo virtual. Passamos mais tempo conectados – pelo computador, tablet ou celular – do que disponíveis no mundo real, seja por diversão ou por trabalho. É natural que, dentro deste novo contexto social, algumas pessoas também se tornem adeptas do namoro virtual. Acredite, nem os personagens dos livros estão imunes a isto.

Ao menos não os simpáticos personagens de @mor, do Daniel Glattauer.