Conheçam Meus Livros

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Desafio #24: Um Duque Para Chamar de Seu...

Não há como resistir ao charme de um bom romance de época... O Duque e Eu, primeiro volume da série Os Bridgertons, de Julia Quinn é um desses livros que, depois de ler a primeira página, torna-se impossível não terminar.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Vingança É Um Prato Que Se Come Com Uma Colher Torta e Depois de Escolher Uma Carta...



“O que é mágica? Mágica é trapaça, é enganação direcionada, feita para entreter”.
É com essa premissa que nos é apresentada a história de quatro mágicos de rua que, depois de serem recrutados por um homem misterioso, tornaram-se astros do showbiss e deram um baile no FBI durante a busca por provas para prendê-los pelo roubo a um banco de Paris, praticado diante de uma enorme plateia num show em Las Vegas!
Chocante, né?


Estou falando de um dos roteiros mais divertidos e criativos que vi nos últimos tempos. Dirigido pelo francês Louis Leterrier em 2013, Truque de Mestre nos traz uma história ágil, cheia de truques de mágica – alguns bem manjados, na verdade –, conduzindo o FBI e o telespectador através de um grande labirinto de enganação, numa brincadeira de esconde-esconde onde agora você vê... E agora não...


segunda-feira, 12 de junho de 2017

ConVersando Sobre Amor

Ah, o amor... Não há nada mais belo no mundo, nenhum sentimento mais nobre. O amor que inspira os poetas, faz suspirar as donzelas, apanha corações desprevenidos, e faz a vida, de repente, mudar de foco.
O amor foi sempre o tema favorito da literatura, desde os tempos mais remotos, mesmo quando este não era o motivo principal dos enlaces. Mas nenhum gênero literário explorou tanto este sentimento tão nobre e tão traiçoeiro quanto a poesia.
E como hoje é dia dos namorados, nada mais apropriado que nos deliciar com cinco belos poemas de amor. Porque, de vez em quando, vale a pena ser piegas.

sábado, 3 de junho de 2017

Porque Também Amamos Livros Independentes

Tempos atrás, eu resenhei aqui um livro que ainda estava em estágio de Fanfiction, o divertidíssimo Aluga-se Um Noivo, da Clara de Assis, inspirado no filme Muito Bem Acompanhada – e que já deve ter sido devidamente publicado a essa altura. Pois bem, hoje venho mais uma vez apresentar a vocês uma obra ainda não publicada, mas que, assim como Aluga-se Um Noivo, merece todo destaque.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

♪ Parabéns Pra Você, Eu Só Vim Pra Te Ler, O Presente Que é Bom Esqueci de Trazer ♪

Parece que foi ontem que escrevi a primeira postagem desse blog, e vejam só: o Admirável Mundo Inventado está completando 5 anos!
Desde que inaugurei esse espaço, nunca fiz uma postagem de comemoração no aniversário do blog, mas cinco anos é uma data que não dá para deixar passar em branco. Afinal, sobrevivemos a meia década na internet! Quantos blogs duram isso hoje em dia? Quer dizer, fora aqueles que ganham dinheiro com isso...
Enfim... Passei a semana toda matutando o que eu poderia postar para comemorar essa data especial. Comecei a revirar as postagens antigas, e percebi quanta coisa boa já passou por esse meu Admirável Mundo Inventado. A princípio, o blog não tinha uma identidade definida – nem mesmo um propósito definido. Eu apenas escrevia resenhas sobre os livros e os filmes que eu gostava, mas depois achei que precisava torná-lo mais divertido.
E foi quando meu blog finalmente saiu da zona de dez acessos mensais – sendo que nove deles provavelmente eram meus –, e finalmente começou a ganhar público.
Então, acho que a melhor maneira de comemorar esses cinco anos, é contando um pouquinho dessa trajetória, relembrando os personagens bacanas que já habitaram esse espaço. Afinal, chama-se Admirável Mundo Inventado por um motivo: este é o lugar onde todas as boas histórias da ficção – sejam filmes, séries de TV, livros ou desenhos animados – se encontram.
O nascimento real do blog só aconteceu em meados de setembro de 2012, quando postei a review do primeiro filme da saga Crepúsculo. Foi a partir daquela postagem que o blog ganhou uma identidade. Portanto, não tenham dúvida sobre o relacionamento profundo que tenho com a saga dos vampiros purpurinados, pois, se eu não morro de amores por aquele elenco e aqueles filmes – minha relação com os livros é infinitamente mais feliz –, também não posso negar que eles tiveram grande relevância na história desse espaço virtual tão amado.
Sim, a história do Admirável Mundo Inventado começou com essa garota atrapalhada, que é chegada numa presa afiada, vampiros cintilantes e lobisomens bombados, que gosta de se colocar na boca dos monstros – literalmente –, e arrumar contusões extremamente difíceis de explicar, e que, por alguma razão, seu pai, o chefe de polícia local, não se preocupa muito em verificar.