Conheçam Meus Livros

domingo, 10 de maio de 2015

Frases Mais Admiráveis do Cinema


Sabe quando você assiste a um filme, e alguma frase dita nele fica gravada na memória? Melhor ainda, é quando a frase conquista no momento em que é proferida, ou por ser realmente perfeita (dentro de alguma situação), ou por ser inspiradora.


Poderíamos listar uma infinidade de frases famosas, que mesmo pertencendo a filmes bem antigos, continuam sendo repetidas por aí, e se tornaram quase ditados populares. Por exemplo:


*    “Hasta la vista, Baby”, dita por Arnold Schwarzenegger, em O Exterminador do Futuro 2;

*    “Que a força esteja com você”, dita por Han Solo (Harrison Ford), em Star Wars;

*    “Eu sou o rei do mundo”, dita por Jack Dawson (Leonardo Di Caprio), em Titanic;

*    “Não há lugar como nosso lar”, dita por Dorothy (Judy Garland), em O Mágico de Oz;

*    “Meu precioso...”, dita por Smeagol (Andy Serkis), em O Senhor dos Anéis – As Duas Torres;


E talvez a mais famosa de todas:


*    “Elementar, meu caro Watson!”, dita por Sherlock Holmes em todos os seus filmes.


Mas nem só de frases famosas vive o cinema...


Às vezes, a frase que fica gravada na nossa memória pode não ser tão marcante para outras pessoas, mas isso não as torna menos admiráveis.


Pensando nisso, decidi listar algumas frases que já me fizeram refletir, suspirar, ou simplesmente admirá-las durante as minhas sessões de cinema. Talvez elas não sejam tão conhecidas, mas sem dúvida são inspiradoras, belas, ou simplesmente engraçadas.



Não necessariamente nessa ordem:





Dita pelo homem-morcego, depois de matar Harvey Dent, o promotor público engajado na luta contra o crime, que teve seus valores corrompidos pelo Coringa após o assassinato de sua namorada Rachel, e matou cinco pessoas para vingar a morte dela. Batman decide assumir a autoria dos crimes no lugar dele, para esconder do povo de Gotham City o lado vingativo de Dent, e assim, evitar que perdessem a fé em seus heróis.





A frase foi dita pelo tio de Peter Parker, o Homem-Aranha, e lembrada pelo herói quando esse mesmo tio foi assassinado pelo criminoso que ele tivera a chance de prender após um assalto, mas se recusara na ocasião.


É uma frase que, em muitas circunstâncias, nos faz pensar sobre a importância de certas escolhas, e suas consequências.





A mãe de Forrest Gump lhe disse estas palavras antes de morrer, quando lhe explicou que ele teria que fazer seu próprio destino. Forrest acrescenta na narração que sua mãe sempre tinha uma maneira de explicar as coisas para que ele entendesse. Neste ponto, ela usara como exemplo os diferentes sabores de bombons que se pode encontrar numa caixa, para dizer que ele não devia temer as surpresas da vida. E todos sabemos que, embora ela possa ser meio amarga, também pode ser extremamente doce.


Aliás, Forrest Gump possui uma outra frase admirável, dita à Jenny, quando ela recusa seu pedido de casamento:


“Eu não sou um homem inteligente... mas sei o que é amor”.


E isso, por si só, já o torna mais inteligente que muitas pessoas...





Quando Harry descobre que possui a mesma habilidade de falar com as cobras que Lorde Voldemort possuía, ele questiona se o Chapéu Seletor não estava certo quando pretendia colocá-lo na casa da Sonserina (a mesma do vilão). Então o diretor Dumbledore lhe faz recordar o motivo de Harry ter sido colocado na casa da Grifinória: ele escolheu assim!


Aliás, a saga do bruxinho, e principalmente, a sabedoria descomunal do diretor de Hogwarts, renderam algumas outras ótimas frases para esta lista:


"Não vale a pena viver sonhando e se esquecer de viver." – Harry Potter e a Pedra Filosofal.


Ao surpreender Harry diante do espelho de Ojesed, que mostra aquilo que a pessoa mais deseja.


"É preciso que alguém tenha muita coragem para enfrentar seus inimigos, e ainda mais coragem para enfrentar seus amigos." – Harry Potter e a Pedra Filosofal.


Ao premiar a coragem de Neville Longbotton, por tentar impedir que seus amigos criassem ainda mais problemas para a Grifinória.


"Palavras são, na minha nada humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia." – Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2.


Ao explicar a Harry, na fantasmagórica estação para onde foi mandado depois de receber o Avada Kedavra do Lorde Voldemort, todos os planos que elaborou para conduzi-lo àquele momento épico, do último confronto com o vilão.





Dita pelo Capitão Jack Sparrow, ao finalmente alcançarem a entrada para a fonte da juventude. E é uma verdade incontestável. O caminho que se percorre para alcançar um objetivo é a verdadeira história; quando ele é alcançado, a história acaba. Pois na ficção, assim como na vida, não é tão divertido contar o desfecho (a vitória do personagem, a conquista de um sonho, o cumprimento de uma meta), se não contarmos o caminho percorrido para se chegar até lá. Pois as conquistas, geralmente, só preenchem uma página; a jornada é o que permite que a história se transforme em livro.





Quando a Princesa Mia decide renunciar ao trono de Genóvia, ela encontra uma carta deixada por seu pai no diário que sua avó lhe deu de presente, onde ele usa estas palavras para incentivá-la a acreditar em seu potencial para ser uma boa princesa.





Quando seu amigo Cameron se queixa de que todos os esforços para arrumar um namorado para a megera Kat, para que o pai dela o deixasse namorar sua irmã Bianca, foram em vão, Patrick Verona, o badboy encarregado de domar e namorar Kat, lhe dá este sábio conselho. E acrescenta que, se Cameron gosta de Bianca, e ela vale o esforço, deve ir em frente.


E, muito além deste contexto, não tem como não concordar com uma frase como esta. Afinal, você sabe o quanto seus sonhos são importantes, e só você pode decidir se vale a pena lutar por eles ou não.





A Dra. Maggie Rice lamenta a morte de um de seus pacientes, e o anjo Seth a consola, dizendo que ele continua vivendo, mas não da maneira como ela pensa.





Vivinha, a mãe perua e super animada de Helena, diz estas divertidas palavras depois de surpreender a todos, revelando-se a nova proprietária da empresa de publicidade onde trabalha seu genro Cláudio.





Dito por Lucilla, irmã do cruel imperador Commodus, quando foi visitar Maximus na prisão, depois de ele ter sido aclamado pelo povo no Coliseu, para convencê-lo a lutar contra Commodus na arena.


Aliás, Gladiador, como a saga de Harry Potter, está recheado de belas e inspiradoras frases:


"Roma vale a vida de um homem bom? Já acreditamos nisso. Faça-nos crer de novo".


Também, dita por Lucilla, diante do corpo sem vida do Gladiador Maximus Decimus Meridius, que em seus últimos momentos, matara o tirano imperador Commodus.


"O que você faz nesta vida ecoa na eternidade".


Dita por Maximus, quando ainda era general do exército de Roma, incentivando os soldados a lutarem com bravura.





Esta frase, que inclusive já foi mencionada aqui, é dita pelo revolucionário V em seu último confronto, pouco antes de exterminar todos os seus perseguidores. Creedy, chefe da polícia secreta, e um dos líderes do regime fascista e totalitário contra o qual V se opõe, zomba quando V diz que vai matá-lo com suas próprias mãos, pois Creedy tem ao seu lado doze homens armados, enquanto que o revolucionário, segundo ele, tem apenas suas facas ensanguentadas e alguns truques de karatê extravagantes. Todavia, após a réplica mencionada, V cumpre sua promessa: os homens de Creedy abrem fogo contra ele, e quando as armas ficam vazias, V endireita a postura, e mata todos os homens com suas facas, enquanto Creedy tenta freneticamente recarregar seu revólver.


E antes de estrangular Creedy até a morte, V ainda nos brinda com mais uma frase admirável e extremamente inspiradora:


“Sob essa máscara, há mais do que carne. Sob essa máscara, há uma ideia, Sr. Creedy. E ideias são à prova de balas!”.


O que dizer sobre isso?





Uma das frases que caíram na boca do povo, e viraram provérbios contemporâneos. Foi dita por Michael Corleone, citando um dos ensinamentos que aprendera com seu pai, Don Vito Corleone.





Bowen fora um cavaleiro real no passado, responsável pelo treinamento de batalha do príncipe Einon, e por ensinar-lhe o antigo código de honra dos cavaleiros (código este, que Einon preferiu ignorar). Depois de vários anos longe do reino, ganhando a vida como caçador de dragões, Bowen retorna e tem a oportunidade de testar a habilidade desenvolvida pelo, agora, rei Einon, com a espada, e quando este o deixa caído e lhe dá as costas, Bowen se levanta, o ataca de surpresa, e lhe dá esta última lição.


E o motivo de essa frase estar na lista não é o seu contexto, mas uma interpretação livre: de que nunca se deve subestimar o que está em nosso caminho; se há um obstáculo que pode atrapalhar a conquista de um objetivo, é mais sensato vencê-lo do que ignorá-lo, por menor que ele seja.





Outra frase já mencionada aqui anteriormente, mas tão inspiradora que merece ser lembrada nesta lista. Erik Draven interrompe por um instante a vingança contra seus assassinos e de sua noiva, Shelly, para fazer a mãe destrambelhada de sua amiga Sarah se lembrar de que há uma criança lá fora que precisa dela sóbria e presente.





Enquanto escreve uma peça para ser encenada no famoso cabaré francês Moulin Rouge, Christian, o escritor apaixonado e boêmio, usa estas palavras para sintetizar, em sua obra, seu amor por Satine, a bela cortesã do lugar.






Uma das cenas mais comoventes do filme Ghost – Do Outro Lado da Vida, é quando Sam Wheat, personagem de Patrick Swayze, consegue livrar sua amada Molly Jensen de seus perseguidores, e pode, enfim, descansar em paz. Enquanto caminha para a luz que o conduzirá ao paraíso, ele diz essas lindas palavras. É natural do senso comum dizer que viemos ao mundo com as mãos vazias, e com as mãos vazias partimos dele, mas, de acordo com Sam, partimos com as mãos vazias, sim, mas não com o coração vazio. Isso nos ensina a cultivar o que realmente importa.





Dita durante a DR do casal mais enrolado da ficção – Andie, uma jornalista que precisava perder um homem em dez dias, para escrever uma matéria para a revista onde trabalhava, e Ben, o publicitário que precisava fazer uma mulher se apaixonar por ele no mesmo prazo, para conseguir a conta de um famoso império de diamantes –, esta frase faz refletir sobre até que ponto uma pessoa pode pertencer à outra. No caso, apesar de estarem apaixonados um pelo outro, ambos estavam mentindo e usando o outro para promover suas carreiras.





Quem disse que os gângsteres não sabem amar? John Dillinger, o maior ladrão de bancos dos anos 1930, disse estas palavras à sua amada Billie Frechette, quando ela alegou não conhecê-lo o suficiente para se envolver com ele. Acho que nem preciso dizer que, com esse jeitinho romântico, ele roubou o coração da moça...





Imhotep, sumo-sacerdote do Templo do Sol no Egito antigo, condenado a uma morte inominável ao ser surpreendido realizando um ritual para devolver a vida à sua amada morta, foi acidentalmente despertado de seu sono após 3.700 anos, com o único objetivo de reencontrar seu amor perdido. E para tanto, não estava disposto a poupar quem entrasse em seu caminho.


Estas palavras memoráveis (que também já foram mencionadas aqui anteriormente) foram ditas por Imhotep à sua amada Anckesenamon, depois de trazer à tona as memórias de sua vida anterior.





Quando retorna da guerra, Rafe McCawley descobre que sua amada Evelyn está grávida de seu melhor amigo, Danny. Decepcionado com a traição, por ela ter acreditado tão rápido que ele estava morto, ele diz estas palavras, num tom que não deixa dúvidas sobre o quanto seu coração estava partido. E ainda acrescenta:


"Enquanto eu estava na água, eu fiz um trato com Deus: prometi que não pediria mais nada, se pudesse ver o seu rosto mais uma vez...".


Apaixonante? Sim, ou com certeza?





Depois de aceitar sua desilusão amorosa, e de ouvir todos os conselhos filosóficos e cinematográficos de Arthur Abbott, o vizinho idoso de sua amiga Amanda, Íris Simpkins chega a esta fantástica resolução. E o principal motivo de esta frase estar na lista, é que é sempre importante lembrar que cada pessoa deve tomar as rédeas de sua própria vida, e viver sua história sem medo de ser feliz, em vez de ficar apenas assistindo, como um coadjuvante, à história dos outros, ou simplesmente sonhando e deixando a vida passar. (Filosófica? Só um pouquinho...)





Apesar de o filme não ser tão conhecido, eu poderia listar uma série de frases maravilhosas de seu roteiro. Daniel Gregg, o fantasma que assombrava a casa da viúva Lucy Muir, era um ex-marinheiro inconveniente, mas muito sábio. Esta frase foi dita por ele, quando Lucy tentou argumentar sobre um beijo supostamente roubado que recebera de seu pretendente; uma forma, digamos, mais criativa e educada de o fantasma lhe dizer “deixe de fazer doce!”.


Outras frases marcantes do filme:


"_Não é um crime estar vivo!

_Não, às vezes, é um grande inconveniente. Os vivos podem sofrer".


Ditas por Lucy e Daniel, respectivamente, e creio que suas palavras falem por si.


"Nós podemos estar muito mais sós com outras pessoas do que quando estamos sozinhos".


Outra frase para ouvir e refletir...





E, eu sei que o título da postagem diz “Frases Mais Admiráveis do CINEMA”, mas há ao menos uma frase de uma série de TV que precisa estar nesta lista:


O epitáfio gravado no túmulo de Alison Di Laurentis (o segundo deles, na verdade, pois em temporadas anteriores a inscrição era “Terrível coisa é amar o que a morte pode tocar”) não é somente um conforto para a família enlutada, mas também um lembrete de que “aqueles que amamos nunca nos deixam de verdade” – Sirius Black, em Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban; e como vê, uma frase leva à outra...

2 comentários:

  1. muito bom esse blog... eu particularmente amei. meus parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada! O carinho de vocês, meus leitores queridos, é a força motriz que me motiva a continuar escrevendo o Admirável Mundo Inventado com todo o amor!
      Vocês são maravilhosos!
      Beijos *-*

      Excluir

Obrigada pela visita!
E já que chegou até aqui, deixe um comentário ♥
Se tiver um blog, deixe o link para que eu possa retribuir a visita.